Auditoria Energética

Unidades Industriais e outras - SGCIE

 

Com as alterações climáticas operadas no planeta foi necessário tomar medidas que visem a redução de certos hábitos altamente prejudiciais ao ambiente. Em Portugal, entre outras medidas transpostas das diretivas comunitárias, foi estabelecido um Plano de Ação para as Alterações Climáticas, PLNALE, levando à produção de diversa legislação sobre a matéria. 

A legislação Portuguesa, nomeadamente através do Decreto Lei n.º 71/2008, de 15 de Abril, que regulamentou o Sistema de Gestão de Consumos Intensivos de Energia, SGCIE, impõe medidas especiais para consumidores de energia com valores iguais ou superiores a 500 toneladas equivalente de petróleo (≥ 500 tep) por ano. Quem se enquadrar neste escalão de consumo de energia (incluiu combustíveis, eletricidade e outros), tem obrigatoriamente de implementar um Plano de Racionalização de Energia (PRE) com medidas de racionalização que conduzam à redução de consumos.

Através de auditorias energéticas à instalação podem ser encontradas áreas de melhoria que em muitos casos, com medidas de correcção apropriadas, conduzem a significativos ganhos energéticos, compensando largamente o investimento feito nas medidas correctivas.

 

 

Certificação Energética

 

À luz da lei é obrigatória, a certificação energética dos edifícios, tendo sido implementado o Sistema de Certificação Energética, SCE, coordenado pela ADENE. Existem diversos diplomas legais que legislam sobre a certificação energética de edifícios, entre eles os Decretos Lei n.º78, 79 e 80 de 2006. O Certificado emitido pela ADENE em sequência do relatório da auditoria efectuada por um Perito Qualificado é uma espécie de bilhete de identidade energético do edifício ou fracção.

Partilhar no Facebook

Clique aqui

Peça-nos o seu orçamento

Estamos ao seu inteiro dispor