Sistema fotovoltaico ligado à  Rede Eléctrica

São sistemas de produção em que a energia produzida é injectada directamente na rede. Com este tipo de sistemas é possível produzir e vender energia à rede a uma tarifa bonificada.

 

O principal componente deste tipo de sistemas é o painel solar composto por módulos fotovoltaicos, que transforma em electricidade a radiação solar absorvida.

 

Os módulos solares fotovoltaicos são agrupados em série e/ou paralelo, gerando uma corrente contínua.

Um outro componente do sistema - o inversor - transforma a corrente contínua em corrente alternada, característica necessária para a injecção na rede eléctrica de serviço público (RESP).


Montagens de sistemas fotovoltaicos em telhados e em seguidor solar

 

MICROPRODUÇÃO de Energia Elétrica

 

Qualquer instalação de utilização com contrato de compra de energia eléctrica em Baixa Tensão pode produzir e vender energia elétrica à rede através de uma unidade de microprodução, com uma tarifa bonificada durante um período de 15 anos, repartidos por dois períodos distintos de 8 e 7 anos.

 

 

Description: Esquema Microprodução-Rede

Esquema de um sistema fotovoltaico de microprodução


Enquadramento Regulamentar da Microprodução

 

O Decreto-Lei n.º 363/2007, de 2 de Novembro alterado pelo Decreto-Lei n.º 118A/2010 de 25 de Outubro de 2010, tem como objectivo fomentar a participação dos cidadãos no investimento em energias renováveis.

 

Para apoio ao desenvolvimento da produção descentralizada de energia eléctrica, estabelece mecanismos específicos para o Regime Bonificado:

 

Ø  Ligações até 50% da potência do contrato de electricidade, com o limite máximo de 3,68 kW, excepto condomínios com 6 ou mais fracções cujo limite é 11,04 kW;

Ø  Período contratual bonificado de 15 anos;

Ø  Durante os primeiros 8 anos do contrato, venda a uma tarifa bonificada de 0,196 €/kWh para instalações realizadas em 2013 e nos 7 anos seguintes (2021/2028) será de 0,165 €/kWh;

Ø  Obrigatório instalar ou já ter instalado, no mínimo, 2 m2 de colectores solares térmicos para Aquecimento de Águas Sanitárias (AQS), excepto em condomínios onde deverá ser realizada uma auditoria energética, sendo obrigatória a implementação das medidas referenciadas na auditoria cujo retorno financeiro seja até 2 anos;

No Regime geral a potência da microprodução é limitada a 5,75 kW e a tarifa de remuneração é baseada na tarifa de compra da comercialização de mercado;

 

Microprodução com Sistemas Hídricos, Eólicos e de Biomassa

 

Tal como a energia fotovoltaica também a energia hídrica, eólica e de biomassa têm origem no Sol. Os sistemas de geração baseados nestas energias podem também ser ligados à rede.

Nestes casos as tarifas serão:

- Energia Eólica, 80 % da tarifa bonificada de referência;

- Energia Hídrica, 40 % da tarifa bonificada;

- Co-geração e Biomassa, 70 % da tarifa bonificada;

- Co-geração não renovável, 40% da tarifa bonificada.

 

 

MINIPRODUÇÃO de Energia Fotovoltaica

 

Qualquer instalação de utilização com contrato de compra de energia eléctrica em Baixa, Média ou Alta Tensão pode produzir e vender energia à rede através de uma unidade de Miniprodução, com uma tarifa bonificada durante um período de 15 anos seguidos.

 

Enquadramento regulamentar da Miniprodução

O Decreto-Lei n.º 34/2011, de 8 de Fevereiro, regulamenta o acesso dos cidadãos e empresas à instalação de unidades de Miniprodução de energia elétrica. 

Existem neste caso duas opções tarifárias de base: Regime Geral e Regime Bonificado. Para o acesso ao Regime Bonificado foram estabelecidas algumas regras enunciadas a seguir.

Ø  Ligações até 50% da potência do contrato de electricidade, com o limite máximo de 250 kW;

Ø  Criação de 3 escalões tarifários diferentes:

o    Escalão I até 20 kW – aplicação da tarifa bonificada anual estabelecida

o    Escalão II, acima de 20 kW e até 100 kW – tarifa bonificada por leilão

o    Escalão III, acima de 100 kW e até 250 kW – tarifa bonificada por leilão

Ø  Período contratual bonificado de 15 anos;

Ø  A tarifa bonificada de 2013 foi fixada em 0,151 €/kWh;

Ø  Obrigatoriedade de realização de auditoria energética à instalação e implementação de eventuais medidas de racionalização energética segundo regras estabelecidas na Lei, caso a caso.

 

Sistemas Hídricos, Eólicos e de Biomassa

 

Tal como a energia fotovoltaica também a geração de energia baseada na energia hídrica, eólica ou de biomassa podem ser ligados à rede eléctrica com instalações de Miniprodução.

Nos casos em que a energia se destina à injecção na rede pública a tarifa será:

- Energia Eólica, 80 % da tarifa bonificada de referência;

- Energia Hídrica, 50 % da tarifa bonificada;

- Co-geração e Biomassa, 60 % da tarifa bonificada;

Partilhar no Facebook

Clique aqui

Peça-nos o seu orçamento

Estamos ao seu inteiro dispor